domingo, 10 de setembro de 2006

Cotidiano VII - BOLETIM PARA SALVAR A PÁTRIA

OBS. 1: Radar Esportivo. Todo sábado, às 11h, na Rádio Universidade - 800 AM

OBS. 2: Amigos leitores, passem a ler meus textos agora no blog Sporrus Literarius. Postarei com o nick Banlieue (periferia, em francês). O nick já identifica: dia-a-dia de moradores dos arrabales, da outskirts, da boa e velha periferia - o lugar da maioria. http://www.sporrusliterarius.rg3.net/

O Radar tava massa neste sábado. Perdi o ônibus das 8h50min, mas não dá nada. O importante era chegar até 10h15min. Cheguei 10h20min. Fui escalado para fazer boletins ao vivo da Copa Mercosul de Handebol, no ginásio da UFSM. Onze da manhã em ponto, o programa entrou no ar e eu fui para a minha pauta a pezito.

Como diria Mamonas, "chegando lá, mas que vergonha", tinha pouca gente, muito pouca gente. Tá certo que o evento tinha sido transferido devido à chuva, mas o público era ´resumido a quem ia jogar depois d apartida em andamento.

Mas a várzea estava por vir. O Organizador do evento chegou atrasado, ficou me enrolando, fez 1.349.235 cálculos estequiométricos, 23 triângulos de pascal, 12 PG, 97 regras de três até definir a fase final com os quatro melhores de cada chave. Como ele ainda estava envolto em cálculos, fiz um boletim informativo, com a rodada da noite e sem entrevistas.

Durou 42 segundos, como ensinou Ferraretto. Quando eu encerrei a participação, falei "volto a qualquer momento, ao comando dos apresentadores e da editora do programa". Àquela altura dos acontecimentos, eu queria voltar para o estúdio e ouvir os comentários do grande Gilson Piber, já que estava sem radinho e só entrei no ar, devido a um reflexo auditivo. Alguém que disse "eiros" no estúdio, eu achei que fosse eu, esperei dois segundos e entrei na hora certa.

Mas quando eu dei uma conguinha no Tal Organizador e saí do ginásio, às 11:48, tocou o telefone:
Editora: Tu tens como fazer outro boletim? A gente não tá conseguindo contato com o Gilson!
Eu: Bah! Posso falar com o organizador ao vivo no ar. Mas espera um minuto, porque eu já tava saindo do ginásio e indo para aí.
Editora: Tá, daqui a um minuto eu te ligo.

Voltei ao ginásio. Na cara de pau, sentei ao lado do Senhor Organizador e chamei ele para o boletim. Entrevistei ele, às 11:50.O boletim durou dois minutos e 43 segundos. Salvei a pátria do programa e contrariei todos os livros de radiojornalismo que já li.

Na entrevista ao vivo, o Organizador falou que haviam pensado em não realizar mais a Copa, mas que cumpriram com o objetivo deste ano. A verdade é que foi uma várzea: Um time uruguaio desclassificado por indisciplina (com cinco atletas expulsos) e o time da Unisc, indo embora mais cedo, sem jogar a fase final, por descontentamento com a arbitragem.

Lamentável.

Um comentário:

Augusto M. Paim, vulgo Augustóteles disse...

Tchê Tiago, fiquei feliz que tu visitou meu blog! Que bom que gostou! Quero ver se hoje mesmo faço mais duas atualizações!
E tchê, nós temos que trocar algumas figurinhas sobre audioficções. Sei que tu faz um belo trabalho na rádio com isso...
Feito, abração!